segunda-feira, 17 de maio de 2010

Bovespa ajuda a salvar a biodiversidade da Mata Atlântica na Serra do Mar

Atividades de interpretação da natureza no início da trilha da Prainha da Oma, um local de Mata Atlântica preservada na Serra do Mar de Corupá (SC), riquíssimo em biodiversidade e com paisagens exuberantes da floresta tropical. 03/05/2010

O apoio ao Instituto Rã-bugio da BOVESPA (Bolsa de Valores de São Paulo), através do Programa BOVESPA Social e Ambiental (BVS&A) está ajudando a salvar a biodiversidade e a paisagem da Mata Atlântica na Serra do Mar, em Santa Catarina.

O projeto “Crianças Salvando a Mata Atlântica” financiado pelo programa da BVS&A está sendo realizado com as escolas públicas do município de Corupá (SC) e vai envolver um total de 2.250 estudantes nas atividades de educação ambiental para que eles compreendam a importância das matas preservadas para a proteção dos recursos hídricos, estocagem de carbono e preservação da biodiversidade.

A realização deste projeto só foi possível graças ao forte apoio da comunidade de Corupá e da Secretaria de Educação Municipal. Os proprietários de uma área preservadíssima na Serra do Mar, que tem uma ótima infra-estrutura para o ecoturismo, denominada de Prainha da Oma ("vovó" em alemão), cederam o espaço daquele paraíso preservado pela família Schmid para as atividades ao ar livre com os estudantes.

O local é encantador. É uma amostra autêntica de floresta tropical, de Mata Atlântica primária, com todas aquelas gigantescas árvores centenárias, densamente adornadas com bromélias e cipós e um rio de águas cristalinas que desce a Serra do Mar em uma seqüência interminável de belíssimas cachoeiras.

Neste ambiente paradisíaco o aprendizado torna-se muito prazeroso para os estudantes que passam a ter uma outra visão sobre a natureza, que é de fundamental importância para formar valores e criar uma percepção de que não podemos destruir o que ainda resta deste nosso paraíso tropical.

Os recursos da BVS&A para este investimento nas escolas de Corupá são doados por investidores da Bolsa de Valores. O projeto proposto pelo Instituto Rã-bugio participou de uma seleção para fazer parte de carteira de projetos, onde os investidores escolhem o qual preferem para fazerem a doação.

Paisagem de tirar o fôlego da Serra do Mar, em Corupá (SC). O projeto com as escolas financiado pelo Programa Bovespa Social e Ambiental (BVS&A) visa salvar este patrimônio para as gerações futuras

5 comentários:

Jussara Cristiane disse...

Ótima iniciativa,não só para esse projeto, mas também para incentivar muitos outros que já existem e precisam de apoio e recursos. Pena que muitas vezes não é feito com o intuito da preservação e conservação ambiental, mas sim com interesse econômico, como a dedução de impostos.

Germano Woehl Jr. disse...

Jussara,
As doações para a área ambiental não têm incentivo fiscal (dedução de impostos). Só a área social e artística que tem. Há um projeto de lei para dar incentivo fiscal para doações na área ambiental, mas não foi aprovada ainda.

Jussara Cristiane disse...

É verdade Germano, as doações para a área ambiental não tem dedução fiscal, foi um equivoco de minha parte, na verdade algumas ações ambientais que partem de algumas empresas são para mitigar impactos ambientais negativos e não servem como dedução, o que tbm seria uma boa estratégia para conservação se fosse aprovada a lei que vc citou.

Cris disse...

Olá!
Realmente fiquei muito surpresa com a notícia...não têm perigo de os políticos locais ou mesmo a "grande" Secretaria de Educação de Corupá desviar este dinheiro? Mas de qualquer modo fico feliz, quem sabe outras empresas sintam a necessidade de preservação ambiental, nada como tentar cortar o mal pela raiz, da infância a juventude! Quem sabe atingir os mais velhos (velhos de tudo, de caráter, responsabilidade, respeito). Parabéns, mais uma vez ao Instituto Rã-Bugio.

Germano Woehl Jr. disse...

Cris,
O projeto é do Instituto Rã-bugio. O dinheiro do projeto foi depositado na conta bancária do Instituto Rã-bugio, que tem a gestão financeira dentro das normas de contabilidade exigidas pela legislação e um conselho fiscal rigoroso, bem como auditoria externa independente. Este é apenas um dos projetos que temos.